Barra de vídeo

Loading...

18 de nov de 2011



“Quando à beira da morte, Alexandre, O Grande, convocou os seus generais e relatou seus últimos desejos: - Que seu caixão fosse transportado pelas mãos dos médicos da época; - Que fossem espalhados no caminho até seu túmulo os seus tesouros conquistados (prata, ouro, pedras preciosas...); - Que suas duas mãos fossem deixadas balançando no ar, fora do caixão, à vista de todos.
Um dos seus generais, admirado com esses desejos insólitos, perguntou a Alexandre quais as razões. Alexandre explicou:
- Quero que os mais eminentes médicos carreguem meu caixão para mostrar que eles não têm poder de cura perante a morte; - Quero que o chão seja coberto pelos meus tesouros para que as pessoas possam ver que os bens materiais aqui conquistados, aqui permanecem; - Quero que minhas mãos balancem ao vento para que as pessoas possam ver que de mãos vazias viemos e de mãos vazias partimos.
Alexandre, O Grande, nasceu em 20 de julho de 356 a.C. em Pela (ou em Vergina) e morreu em 10 de junho de 323 a. C., na Babilônia, com apenas 33 anos. Viveu o mesmo tanto que Cristo viveu. Depois de realizar todas as conquistas e vitórias, depois de alvoroçar o mundo na sua época, descobriu que nada se levava da terra, que não adiantava ir tão longe sem a realização de vida, que nenhum homem vencia a morte. Homens hoje, como Bill Gates, Steve Jobs, que modificaram o mundo com desenvolvimento da informática; ou ainda Mark Zuckerberg, criador do Facebook, rede social através da qual é possível conhecer milhões de pessoas em pouco tempo, têm alvoroçado o mundo, mas não conseguiram transformar a alma do homem, torná-lo mais humano, realizado e feliz com o poder de vencer a morte.
Jesus Cristo, sem o poder da informática, formou a maior rede social começando apenas com 12 homens. A maior rede transformadora de todos os tempos, como relata o livro de Atos dos Apóstolos. Até hoje, a ação daqueles homens e mulheres, de 2.000 anos atrás, tem feito maravilhas entre os homens. Tem feito milagres poderosos na transformação das trevas em luz, transformação dos corações de pedra em corações cheios de amor e da graça de Deus, que retira o homem do lamaçal de pecados e o coloca sobre a rocha firme (Salmo 40). Qual é o homem com todos os seus bilhões que é capaz de fazer tal proeza? Esta maravilha é infinitamente maior do que a criação do Facebook por Zuckerberg.
Quem vive no poder de Deus pode alvoroçar o mundo, pois o poder do Amor de Deus, vivido por Cristo, transformou, está transformando e transformará muitas vidas, enchendo-as da riqueza maior, que é a graça e a vida eterna em Cristo Jesus. Alvoroce o mundo com sua vida, a começar por sua família, vivendo no exemplo de Cristo e na ação do Espírito Santo de Deus.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário