Barra de vídeo

Loading...

26 de abr de 2012

SONDA-ME, USA-ME

“Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me e conhece os meus pensamentos; vê se há em mim algum caminho mau e guia-me pelo caminho eterno.” (Sl. 139 23-24) A expressão acima, do salmista Davi se constitui num juízo próprio que é a primeira exigência se queremos viver uma vida abençoadora. Todo conhecimento de Deus deveria produzir necessariamente uma transformação de vida. Diante de Deus não há segredos, não há pensamentos, não há desejos ou atitudes que Ele não prove. No original hebraico a atitude de sondar é uma atitude constante, contínua, ininterrupta. Deus está constantemente passeando no meu ser, conhecendo meu raciocínio, provando minhas emoções, iluminando meus pensamentos. Deus sabe quando realmente estou rindo de felicidade ou se estou rindo para não chorar. Ele sabe as minúcias da minha vida, as coisas mais banais. Não há nada que eu possa esconder debaixo do tapete ou no fundo do baú. Quem sabe, muitos de nós vivemos algumas vezes como se nem mesmo Deus tivesse tal conhecimento a nosso respeito. Abrimos espaço para a hipocrisia, a maior companheira de quem diz que conhece a Deus, mas não anda com Ele. Você já se perguntou como se dá um relacionamento com alguém para quem você não tenha nenhum segredo? Com quem você não precise vestir as fantasias nem tentar impressionar com suas conquistas, com suas realizações ou seduzir com suas conversas vazias? Nossos relacionamentos são basicamente constituídos assim. Desde cedo aprendemos a representar, a procurar impressionar as pessoas, a buscar a auto-afirmação no trabalho e suas conquistas. Os relacionamentos são com pessoas que não nos conhecem pelo que somos, e sim pelo que fazemos, que nos amam não necessariamente porque nos conhecem, mas porque nos julgam úteis e procuramos sempre esconder aquilo que sabemos que poderia prejudicar a imagem que queremos que tenham de nós. O Salmo 139 nos fala da descoberta de um Deus para quem não há segredos, que nos conhece e nos ama exatamente pelo que somos. E o salmista conclui “tal conhecimento é maravilhoso demais para mim”. Ele passa para nós a mensagem de que Deus não apenas nos conhece como pessoas, mas deseja relacionar-se conosco pessoalmente. Meus amados irmãos, a vida cristã só tem sentido quando descobrimos plenamente esta verdade de que de Deus, não podemos fugir. Assim, alguns princípios precisam ser colocados em prática em nosso viver. Desejar o agir de Deus em nossa vida – Permitir que Ele mesmo realize a obra segundo a sua vontade – Deixar ser conduzido pela sua mão. O Salmo conclui com uma oração. Uma oração para que Deus nos revele aquilo que somos diante dos Seus olhos. Uma oração que é também um convite para que ao invés de fugir da presença de Deus, façamos do nosso coração e da nossa alma o lugar da sua habitação, da comunhão e da amizade. “Sonda-me ó Deus...” Revela o que há dentro de mim, quem sou, meus pecados, minhas virtudes, meu amor e ódio. É esta a oração que precisamos fazer diante de alguém que nos conhece e ama tanto. Que Ele nos abençoe!

20 de abr de 2012

100 Dias de Oração, 100 Dias que Impactarão o Brasil.

Domingo dia 22 de Abril, no Culto Vespertino, a partir das 19:00h. lançamento oficial da Campanha: "100 Dias de Oração, 100 Dias que Impactarão o Brasil".

"Entre vocês há alguém que está sofrendo? Que ele ore. (...)" Tiago 5.13a

"Entre vocês há alguém que está doente? Que ele mande chamar os presbíteros da igreja, para que estes orem sobre ele (...)" Tiago 5.14a

"E a oração feita com fé curará o doente; o Senhor o levantará. (...)" Tiago 5.15a

"Portanto, confessem os seus pecados uns aos outros e orem uns pelos outros para serem curados. A ORAÇÃO DE UM JUSTO É PODEROSA E EFICAZ. Tiago 5.16

"Em 60 segundos muita coisa pode mudar". Tenha fé, CREIA EM DEUS, ORE, o mais, Ele vai fazer.

Venha estar conosco nos cultos da manhã às 09:00h. e noite às 19:00h. sendo abençoado pelo amor de Deus, e seu cuidado.

Endereço: Rua Adil Miranda, (antiga Rua Lúcia), 166 - Centro - Belford Roxo. Atrás da Casa&Vídeo, na rua do Hospital da Mulher.

100 DIAS QUE IMPACTARÃO O BRASIL

“E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se desviar dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.” (II Cr. 7.14) O tema e o texto foram escolhidos para um grande movimento dos batistas brasileiros que, com certeza, irá marcar a nossa história, fazendo deste tempo uma excelente oportunidade de reflexões e avaliações do nosso compromisso com Deus e Seu Reino. Estamos vivendo um tempo de grandes eventos, grandes shows ou ajuntamentos, mas um tempo de pequenos ou diminutos compromissos. Existe uma verdadeira febre por estatística, quantidade, e o mundo evangélico também entrou nessa competição, fruto do consumismo que se apresenta como um monstro voraz que precisamos alimentar. Há pouquíssima diferença entre crentes e incrédulos, e a busca da fama, do poder e do sucesso faz com que cada vez mais essa diferença se torne menor. Cito o escritor Robert Mc Cheyne em uma de suas obras: “Deus abençoa muito mais a grande semelhança com Jesus do que os grandes talentos” e ainda do livro Crise de Integridade a frase “O cristão que Deus quer abençoar na crise atual precisa ter coragem de ser diferente e a convicção de continuar na direção certa, aconteça o que acontecer”. No texto em referência, parece que Deus está dizendo a Salomão: “Olha Salomão, o meu povo precisa tomar algumas decisões ou atitudes ou fazer alguma coisa, se as fizerem algo vai acontecer. Eu virei e trarei avivamento”. Esta palavra é para nós nos dias de hoje. Avivamento é obra de Deus, é obra do Espírito Santo e temos que satisfazer as condições de Deus para que o avivamento venha. Essas condições exigidas por Deus estão claras no texto: humilhar, orar, buscar, desviar dos maus caminhos. Quero destacar as duas primeiras, pois é a grande proposta para os próximos 100 Dias. Orar é tocar o coração de Deus e somente consegue tocar o coração de Deus aquele que é humilde, que reconhece a sua própria limitação: na vida desse, Deus age e dá vitória. Quando nos humilhamos diante de Deus, Ele simplesmente não resiste à sinceridade do nosso coração. Não é por acaso que a primeira bem aventurança (Mt. 5.3) está relacionada com a humildade, que é o primeiro grande alicerce da construção de nossas vidas. A oração, portanto, é o reconhecimento da nossa total dependência de Deus e incapacidade de satisfazermos por nós mesmos as nossas próprias necessidades. É tempo de avivamento. E o verdadeiro avivamento começa com oração. Eis o grande desafio: querer experimentar um toque novo de Deus, dominando, agindo, dirigindo, ungindo. Chega de mesmice, de acomodação, de permanecer na zona de conforto. Deus nos convida à grandes feitos em nome de Jesus e precisamos começar orando. Não podemos nos conformar com o que somos, precisamos ir mais além: no amor, na dedicação, na ajuda ao próximo, no conforto ao sofredor, na busca do marginalizado, na fidelidade aos princípios bíblicos para a família e para a igreja de Cristo. A partir de hoje, separe um momento no seu dia e acompanhe as reflexões e motivos de oração para os 100 Dias (Livro 100 Dias que Impactarão o Brasil) e mãos a obra.

Ore! Ore! Ore! E as janelas dos céus se abrirão! Que Deus nos abençoe! Amém!

13 de abr de 2012

A E.B.D. ENSINA - FIDELIDADE E DISCIPLINA NO ESTUDO PESSOAL DA BÍBLIA

Ouvi o testemunho de uma pessoa afirmando que, antes de se tornar cristã, no início de sua aproximação com a igreja, o fazia por conta dos momentos de “revelação” que ocorriam em tais cultos. Ficava até decepcionada quando tais coisas não ocorriam. Provavelmente você já tenha ouvido coisas semelhantes a essa. São pessoas que vivem e alicerçam sua fé cristã em ouvir testemunhos ou mesmo entoar e ouvir louvores. Certamente cantar e ouvir testemunhos cristãos é muito bom. Só que alicerçar a fé sobre isso... Seria possível?! A Bíblia é nossa regra de fé e prática. Isso quer dizer que as revelações de Deus estão nas escrituras. Significa que os grandes feitos dEle estão testemunhados na palavra, e que as maiores de todas as canções de adoração ao Senhor também lá se encontram. Você quer conhecer mais a Deus? Leia a Bíblia. Você deseja que Deus transforme a sua vida, tratando do seu coração? Exponha então a sua alma à radiação divina (I Jo. 1.5) e meditando na Palavra, deixe que ela apare e pode sua vida segundo o projeto e ideal do Senhor para sua existência. Aqui reside um questionamento: Se a Bíblia é tão completa e importante assim, porque muitos a menosprezam? Na verdade falta fidelidade ao estudo da Palavra de Deus. E isso ocorre por três marcantes ausências: disciplina, reconhecimento de uma necessidade e ausência de amor de Deus. Fazendo um auto-diagnóstico: Quantas vezes por semana, ou por dia, você pára, lê e estuda a Bíblia? Veja estou falando de estudar, de parar tudo para abrir a Palavra... Não é lê-la para preencher o tempo ou enquanto aguarda e fiscaliza o bombeiro consertar a torneira da pia. Se você não consegue parar para estudar a Bíblia, você precisa de disciplina. Disciplina não tem aqui a conotação de correção ou mesmo de flagelação. Disciplina é a capacidade de criar e consolidar hábitos. E o estudo da Bíblia tem de se tornar um hábito, a tal ponto que o não fazê-lo deixe sua consciência perturbada. Porque o povo se perdeu (Ez. 8)? Porque ainda não tinha o hábito de estudar a Palavra. Não possuía disciplina na busca pelo Senhor. Perderam a orientação de Deuteronômio 6.4-9. Estabelecer uma disciplina não é tarefa fácil, mas é imprescindível. Lembre-se que sua carne (Rm. 7) lutará contra seu espírito, procurando evitar que isso aconteça. O Diabo tentará de todas as formas criar e emular circunstâncias para evitar essa saudável e necessária prática. Tenha DISCIPLINA!

Desenvolva o hábito de estudar a Palavra de Deus!