Barra de vídeo

Loading...

26 de mai de 2011



Dinâmica entre as famílias, Louvor, Adoração, Reflexão da Palavra, e Grupo de Teatro.
Edifique o seu lar sobre a "Rocha"...
Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha; Mateus 7.24

Compreenda essa importante decisão assim como Josué...

"Então, Josué disse a todo o povo [de Israel]: ( . . . ) Escolhei hoje a quem sirvais; ( . . . ) porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor." (Josué 24:2, 15b)

25 de mai de 2011



“Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores, por aquele que nos amou” (Rm. 8.37)
Estamos encerrando esta semana, uma série de mensagens e estudos sobre a família, que têm sido sobremaneira edificantes para nossa igreja, desafiando a avaliarmos nosso desempenho como família e a nossa relevância na sociedade em que vivemos. Precisamos dar respostas às seguintes perguntas: O que será que os outros, os não crentes esperam de uma família cristã? E o que Deus espera de nós? Vivemos o eterno conflito do “estar no mundo sem ser do mundo” (Jo. 15.19). Diante disso precisamos pensar em dois aspectos básicos que devem fazer parte do nosso viver:
1. Somos uma família como qualquer outra. Ou seja, somos uma família normal. Temos direito de nos angustiar, quando alguma coisa nos aflige; chorar, quando estamos entristecidos; sorrir, quando há alegria; divertir, quando há motivo para isso.
Vivemos a experiência da vida dentro dos parâmetros normais da humanidade que em nós ainda falam alto e por isso: Amamos, cantamos, gritamos, corremos, saltamos, nos cansamos, comemos, bebemos e dormimos.
Somos o que somos nos louvores ou nos foguedos; nas ambições ou nos fracassos; nas conquistas ou nas esperas. Enfrentamos as filas; o aperto do salário pequeno; a Dor da perda de um ente querido; as derrotas do time de futebol; o cansaço de um dia fastiento; as inseguranças de um filho; as doenças de um familiar e muito mais.
Ser família para nós possui todos os componentes naturais de uma família moderna que precisa acordar cedo para o trabalho ou a escola que precisa ser responsável e ter o seu ganha pão, que precisa imbuir de esperança, coragem e forças para enfrentar todas as vicissitudes da vida. Nada foge à regra da existência comum debaixo desse sol que continua sempre o mesmo: a brilhar e a aquentar maus e bons desde a fundação dos tempos (Ec. 1.9)
2. Somos uma família de uma forma diferente. Quer dizer, não dá para anunciar que somos salvos, que temos Cristo como Salvador pessoal e não mostrar para o mundo e para a vizinhança de forma especial, a nova vida em Cristo. É preciso que nossa vivência familiar, na rua em que moramos e no bairro de nossa residência demonstre alguma coisa diferente que é exatamente a presença restauradora de Cristo em nós.
Somos famílias normais, mas famílias que se pautam por um diferencial: o Reinado de Cristo sobre nós. Famílias onde há lutas, há dificuldades; mas há força de vontade, há comunhão, há harmonia, há desejo de superação, há expectativas, tudo isso a partir da atuação vitoriosa de Deus em nossa vida.
As pessoas lá fora, quando têm problemas enchem a cara de cachaça, se drogam, se prostituem e tornam suas vidas mais caóticas ainda. Nós, pela presença do Espírito de Deus enfrentamos as crises familiares com os joelhos no chão, em oração; com dependência de Deus, em submissão a sua vontade.
Temos este grande desafio de compreender o nosso papel como famílias cristãs, viver o evangelho condignamente e ser sal e luz para aqueles que precisam do nosso testemunho para se encontrar com Deus.
Isto nos faz famílias vencedoras pelo Poder no Nome de Jesus. Amém!

19 de mai de 2011

VIGÍLIA DA FAMÍLIA



Você, adolescente, jovem, criança, FAMÍLIA INTEIRA, está convidado!
Terá início às 22:00h. e término às 06:00h.

Venha abençoar, vivificar, edificar a sua família participando conosco desse evento que Deus já preparou para nós!


“A felicidade às vezes é uma benção, mas geralmente é uma conquista”. Esta frase, de autor desconhecido, nos convida a refletir este desejo que de forma geral é inerente no coração do ser humano: o desejo de ser feliz. Todos querem ser felizes, mas como obter a verdadeira felicidade? O mundo oferece muitos tipos de alternativas, que no fim, sempre se confirmam como superficiais, passageiras e vazias. A bíblia oferece respostas para todas as questões do ser humano e não seria esse assunto que ficaria de fora, já que é uma condição que faz parte de nossos anseios. A nossa preocupação maior no contexto que estamos vivendo é a nossa família e entendemos que é na unidade familiar que se origina grande parte da felicidade (ou infelicidade) do ser humano. A Palavra de Deus oferece princípios maravilhosos que, se aplicados, podem proteger a família de tantas coisas que produzem o caminho certo para desgraça e o sofrimento.
Deus nos dá promessas que podem trazer a cura e a felicidade, não importam os erros do passado comprometido com coisas que nos causaram feridas ou que feriram pessoas que amamos. Em Jo. 10.10, lemos “O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância”. No fundamento de tudo que cremos e esperamos como cristãos está a promessa da vida eterna. Sem ela, tudo o que Jesus fez por nós foi em vão. Mas as promessas que Deus nos dá na sua palavra, não são do outro mundo; não pertencem apenas a vida na eternidade, sem pecado, sofrimento e morte. Elas começam no aqui e agora em nossa vida como filhos amados do Pai, no convívio familiar, na igreja, em nossos relacionamentos.
Deus nos ama. E porque nos ama, Ele quer que sejamos felizes. Ele quer sempre o melhor para nós mas muitas vezes nós somos o empecilho para que este melhor seja uma realidade em nosso viver.
Princípios que a bíblia nos ensina para que experimentemos a felicidade em família:
Cl. 3.14 “Acima de tudo porém, revistam-se do amor, que é o elo perfeito”.
I Co 13.4-7 “O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha, não maltrata, não procura seus interresses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. O amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.”
Ef. 5.3 “Entre vocês não deve haver nem sequer menção de imoralidade sexual como também de nenhuma espécie de impureza e de cobiça; pois essas coisas não são próprias para os santos.”
Ef. 6.1-3 “Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor, pois isso é justo. Honra a teu pai e tua mãe – este é o primeiro mandamento com promessa – para que tudo te corra bem e tenhas longa vida sobre a terra”.
Ef. 6.4 “Pais, não irritem seus filhos; antes os criem segundo a instrução e o conselho do Senhor.”
Ef. 4.32 “Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus os perdoou em Cristo.”
Mt. 18.21-22 “Senhor, quantas vezes deverei perdoar a meu irmão quando ele pecar contra mim? Até sete vezes? Jesus lhe respondeu: Eu lhe digo não até sete, mais até setenta vezes sete.”
Amor e perdão no lar são princípios indispensáveis para manter uma família unida e feliz. O lar deve ser o lugar onde se cultivam o amor, a simpatia, cortesia e perdão de uns para com os outros. Família feliz é a família obediente aos princípios de vida estabelecidos por Deus na sua palavra. Pense nisto e pratique. Seja você a fazer a felicidade da sua família.

ENCONTRO DE PAIS E FILHOS - ATENÇÃO FAMÍLIAS




Você Jovem, Adolescente, FAMÍLIAS INTEIRAS! Estão convidados a estar conosco neste grande dia com sua família... Ali estaremos em grande confraternização com nossas famílias e meditação sob alguns preletores que de fora virão para nos pleitear com a palavra de Deus!

A saída será de nossa Igreja Batista Central em Belford Roxo a partir das 08:30h. (AM).

12 de mai de 2011

FAMÍLIA, IGREJA, ORAÇÃO E MISSÕES!


Em minhas pesquisas da semana na internet, e a propósito do contexto que estamos vivendo no ideal de levantarmos uma oferta que reflita o nosso amor pela obra missionária, me deparei com o texto abaixo que bem traduz o sentimento dos que realmente vivem preocupados no envolvimento da família na expansão do Reino de Deus.
''No recinto tranquilo e calmo do lar cristão pode ser travada uma batalha de proporções mundiais e com consequências eternas. Quando a família cristã ora pelo mundo ela está movendo os céus em favor da salvação de almas e é neste ambiente abençoado que a família pode se unir a tantos outros cristãos na batalha espiritual que é enfrentada diariamente para levar as boas novas do evangelho aos confins da terra. Por exemplo, quando uma família adota um missionário no campo como parceiro de oração, pode ter a plena certeza de que vitórias serão alcançadas não somente na vida da família missionária, mas também no seu trabalho. Quando a família faz a sua parte na obra de Deus através da intercessão missionária, sua ação espiritual será sentida nos campos e nas vidas pelas quais intercede. Se realmente cremos que “a oração feita por um justo pode muito em seus efeitos” (Tg. 5.16) muito mais a oração de uma família comprometida com Deus e com a Sua obra fará em favor do avanço do evangelho no mundo.”
A IGREJA missionária sabe o valor do lar na intercessão e sabe também que tem nos lares um aliado na intercessão missionária. Em um tempo quando as pressões do dia a dia da vida agitada e corrida tende a sufocar nossas práticas de espiritualidade cristã, feliz e abençoada é a FAMÍLIA que continua lendo a bíblia e ORANDO junta, fazendo do lar um santuário de intercessão POR MISSÕES.
“Não podemos esquecer da tremenda competição que a vida devocional do cristão encontra com dois dos aparelhos eletrônicos que têm todas as possibilidades para ser uma benção se forem usados com sabedoria e debaixo da orientação do senhorio de Cristo: o televisor e o computador. Se não tivermos autoridade sobre estes recursos eletrônicos em sua vasta programação e suas grandes possibilidades, estaremos sujeitos a não encontrar tempo durante o dia para estar com o Senhor dentro da nossa própria casa. Precisamos da sabedoria divina, força espiritual e determinação pessoal para sabermos controlar o nosso tempo e dominar a fúria destes dois instrumentos que têm sido usados em sua tirania inconsciente pelo inimigo da nossa fé, uma vez que tem sido manipulados por forças espirituais sob o domínio de satanás. Que aprendamos fazer destes recursos nossos aliados para cumprir a nossa tarefa cristão no mundo, sobretudo na intercessão em favor da evangelização dos povos e nações, conforme o mandato de nosso Senhor e Mestre Jesus Cristo” AMÉM!