Barra de vídeo

Loading...

14 de mai de 2010

RECONSTRUINDO OS MUROS EM FAMÍLIA

O estudo do livro de Neemias, que está sendo feito às quartas-feiras, tem sido de grande proveito para a nossa igreja, com ensinamentos que alcançam todas as áreas de nossa vida, como lidar com situações do nossa dia-a-dia e como enfrentar os desafios que a cada minuto que passa se tornam gigantes ameaçadores para nós como indivíduos, como família e na condição de igreja do Senhor.

A história relata que a cidade de Jerusalém se encontrava em estado de desolação, as portas queimadas e seus recursos destruídos. Os próprios judeus que moravam nas redondezas não acreditaram que Neemias e seus homens tivessem condições de reconstruir os muros. Quando leio esta história bíblica não posso deixar de pensar na forma inteligente que Neemias trabalhou para que o sucesso fosse a resposta ao seu ideal de ver os muros reconstruídos e a cidade novamente ocupada pelo seus compatriotas.

Charles Swindoll em seu livro "Liderança em tempos de crise", cita o texto de Isaías 49:16 quando Deus diz: "Eis que nas palmas das minhas mãos te gravei; os teus muros estão diante de mim". Deus está dizendo a nós, o seu povo, que a nossa vida é como os muros, continuamente diante Dele e que Ele gravou-a vida em Suas mãos. Os muros estavam para Jerusalém, como nossa vida está para Deus. A grande verdade é que os muros de nossa vida de modo geral, estão em ruínas, por causa da nossa negligência. Se não estão em ruínas, estão no processo.
Alguns estão vivendo dentro dos muros de sua vida cercados de escombros, e tudo começou bem lentamente. No início, um pedaço de pedra ou alvenaria se despedaçou. Depois surgiu uma rachadura no muro. Em seguida um pedaço caiu e apareceu um buraco. Por causa de mais negligencias, as ervas daninhas da carnalidade começaram a crescer pela parede. Com o passar do tempo, o inimigo obteve livre acesso e fez a completa destruição no seu casamento, na sua família.

Como pessoa inteligente que você é, sabe muito bem a que estou me referindo. Tudo começou com uma palavra, uma atitude indiferente, deboche, falta de respeito, arrogância, pressão psicológica, falta de atenção, egoísmo, não reconhecimento do valor do outro, intolerância, injustiça, falta de perdão, ingratidão, falta de gentileza, incompreensão, falta de transparência, mentiras... fizeram parte deste processo de destruição dos muros da sua vida e como conseqüência, da sua família.

Neemias nos ensina que podemos, sim, reconstruções e que o caminho a percorrer precisa obedecer a seguinte ordem:

1- Reconhecer que os muros estão precisando urgentemente serem restaurados. Admitir que a iniciativa precisa ser nossa e não transferí-la para quem quer que seja; nosso(a) esposo(a) filho(a).
2- Buscar orientação Naquele que pode nos fortalecer e tem todo poder para mudar as circunstâncias, sejam elas as mais terríveis que possamos imaginar. Orar ao Senhor. A oração é o primeiro passo para um grande empreendimento.
3- A decisão de reconstruir precisa ser cheia de otimismo, fé e coragem porque os opositores vão trabalhar contra este ideal. Busque fortalecer-se em Deus pois " a alegria do senhor é a nossa força".

A reconstrução é um trabalho árduo e não pode ser feito sozinho. Acredite, há muita gente interessada nesta reconstrução, aceite ajuda. Você é um amado do Senhor. A proposta Dele para nós é de muros erguidos, gente de pé, gente feliz. Casamentos e famílias abençoadas e abençoando outras vidas.

Que assim seja! Amém!

Do seu amigo e pastor,
Geovani Colares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário