Barra de vídeo

Loading...

9 de set de 2011

TEMPO DE QUEBRANTAMENTO


“Os sacrifícios que agradam a Deus são um espírito quebrantado; um coração quebrantado e contrito, ó Deus, não desprezarás” (Sl. 51.17).
Quebrantamento quer dizer contrição. Essa palavra sugere algo que foi esmagado em minúsculos pedaços, tal como uma rocha que esse tornou pó. Quebrantamento consiste em rompimento da nossa vontade e total rendição a vontade de Deus; em abrir mão da nossa autoconfiança, deixando amolecer o solo do nosso coração endurecido, para que a palavra de Deus penetre e lance raízes. O quebrantamento é obra de Deus, mas exige a nossa participação. Decisões precisam ser tomadas, atitudes corajosas e determinadas fazem parte deste processo que agrada a Deus.
O tempo que estamos vivendo é tempo de quebrantamento, de reconhecermos que Deus quer fazer algo extraordinário em nossa igreja, em nossas famílias. Na história do povo de Israel em determinado momento que antecedeu o desafio de atravessarem o Jordão e enfrentarem os inimigos para a conquista da terra prometida, a recomendação de Josué era clara e objetiva: “Santifiquem-se, pois amanhã o Senhor fará maravilhas no meio de vós” (Js. 3.5).
Os tempos são outros, mas os desafios continuam e quem sabe são maiores para os enfrentamentos dos dias em que vivemos e a recomendação de Deus continuam a mesma: SANTIFIQUEM-SE. Ele quer fazer maravilhas em nosso meio. A santificação começa com o quebrantamento, cujas principais decisões ou atitudes as quais nos referimos acima, são as seguintes:
ARREPENDIMENTO – Há duas maneiras de viver a vida cristã. Uma é fazer de conta que estamos bem escondendo os erros e conflitos no nosso mundo interior. Tal atitude gera a espiritualidade farisaica, hipócrita e perigosa de pretender “vender” uma boa imagem de nós mesmos para os outros. A outra maneira é viver no Espírito, deixar Deus trabalhar, reconhecer nossa fragilidade e nosso pecado, voltando constantemente com humildade, ao trono da graça de Deus arrependidos do que somos e do que fazemos. Isso deve fazer parte de nossa vida diária. Sempre que quisermos mostrar para os outros aquilo que não somos, agimos com hipocrisia. Examinemos nosso coração, cheguemos ao arrependimento e a mudança de atitudes.
REAL INTERESSE PELA PALAVRA DE DEUS E PELA ORAÇÃO – A bíblia é a nossa fonte de orientação e sem a oração não há vida espiritual verdadeira. O verdadeiro quebrantamento nos leva ao aprofundamento do nosso relacionamento com Deus e isso só podemos adquirir buscando nas vias de comunicação com Ele: Bíblia e Oração. Falar com Deus, abrir o coração com fé através de nossas orações, aprender e praticar os ensinos da Sua Palavra são resultados de um verdadeiro quebrantamento, pois são atitudes de obediência que Deus se agrada.
Poderíamos relacionar muitas outras características de um quebrantamento genuíno, entretanto vamos nos limitar os acima citados, sem esquecer que todo crente quebrantado se torna um crente preocupado com o crescimento do Reino de Deus. Na bíblia sempre que o Salmista tinha uma grande experiência com Deus que o levava a conhecer mais profundamente a Deus, logo começava a convidar a todos a louvar e conhecer também o Deus a quem ele adorava. Quem está espiritualmente saudável deseja compartilhar sobre Deus e Sua Graça com os outros. Deus nos dê um coração cheio de amor pelos perdidos. AMÉM!

Nenhum comentário:

Postar um comentário