Barra de vídeo

Loading...

23 de set de 2011

COMPROMETIDOS COM O REINO DE DEUS


“Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no Filho de Deus, que me amou e se entregou por mim” (Gálatas 2:20).
Quero aproveitar o assunto estudado durante a semana e que culminou na lição da Escola Bíblica, para continuar pensando com os amados irmãos e queridos leitores, em duas palavras que fazem parte do título e que são a razão de ser de nossa preocupação: “essência” e “aparência”. As estatísticas revelam que a população evangélica no Brasil está na ordem de vinte e um por cento do total de cerca de cento e noventa e dois milhões de habitantes. Isto significa dizer que em números, os evangélicos somam a mais de quarenta milhões em nosso país.
Agora, uma pergunta: Deste número, quantos são cristãos de verdade? Isto é, quantos realmente valorizam a essência e não são meras figuras estatísticas neste universo de números que são apresentados? Quantos honram de verdade o nome de Cristo e são autênticos discípulos prontos a todo custo a fazer a diferença como sal da terra e luz neste mundo tenebroso? Quantos estão dispostos a pagar o preço de uma vida de renúncia e submissão Àquele que já pagou o grande preço da salvação da nossa alma?
Infelizmente, podemos verificar nos dias em que vivemos, alguns tipos de pessoas que se dizem cristãos evangélicos mas têm uma vida incoerente com o discurso que proclamam. Muitos envolvidos com a igreja que congregam, mas pouco ou quase nada comprometidos com o Deus da igreja. Desejando as bênçãos de Deus, mas sem querer assumir compromisso nenhum com o Deus das bênçãos. Fazendo muitas vezes da igreja um esconderijo para sua hipocrisia que revela na família ou no ambiente familiar o seu verdadeiro caráter.
Amados irmãos em Cristo, o mundo precisa ver em nós, discípulos verdadeiramente comprometidos com o Reino de Deus. Cristãos que valorizam a essência, isto é, a salvação que foi adquirida não por nossos méritos, mas pela obra redentora, fruto do amor de Deus revelado em Cristo Jesus.
Cristãos comprometidos traduzem o compromisso com uma vida de santidade, preocupados com o crescimento espiritual na busca de uma intimidade crescente com o Senhor, através do conhecimento da Palavra e de uma vida de oração. Utilizam as bênçãos materiais dadas pelo Senhor para investir no Reino de Deus através da igreja na Obra Missionária. São promotores da paz na família, na igreja e na sociedade. Glorificam o nome Senhor com atitudes que abençoam e alegram o ambiente em que vivem. São fiéis em seus compromissos, honrando o nome de Deus em seus negócios ou relacionamentos.
Concluo, temendo dizer que nas estatísticas apresentadas, se fizermos um senso mais detalhado teremos muitos “evangélicos” e poucos “crentes” porque nestes quarenta milhões, certamente, a maioria valoriza mais a “aparência” do que a “essência” e o testemunho verdadeiro fica a desejar.
Que Deus tenha misericórdia de nós! Amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário