Barra de vídeo

Loading...

28 de nov de 2013

NÃO SE PREOCUPE; SEJA FELIZ.

Nenhum lugar da terra está imune a coisas como desastres naturais, doenças ou conflitos humanos. Nos dias dos profetas Jeremias e Miqueias, os falsos pregadores proclamavam uma falsa paz, uma paz criada pelo homem sem Deus. Eles criaram um slogan que pregoava “paz, paz”, mesmo diante do pecado e de circunstâncias terríveis. Jeremias disse: “Eles tratam da ferida do meu povo como se não fosse grave. ‘Paz, paz’, dizem” (Jr 6:14).
                Deus, porém, declarou que eles estavam proclamando paz “quando não há paz alguma”. Seu julgamento foi severo: “Cairão entre os que caem; serão humilhados quando eu os castigar’, declara o Senhor” (Jr 6:14-15).
                As coisas não são diferentes hoje em dia. Há muitos que tranquilizam aqueles que vivem de maneira contrária à Palavra de Deus: “Não se preocupe, todo mundo faz isso. Na verdade, Deus não se importa com essas coisas menores. Afinal de contas, você não está prejudicando ninguém”. Em essência, estão dizendo “paz, paz” onde não há paz alguma.
                E Deus responde: “Não há paz para a pessoa rebelde”. Todo pecado é sério para o Senhor. Ele nunca deve ser banalizado por justificativas humanas. Somente o perdão divino pode trazer paz genuína.
                O profeta Isaías proclamou esta palavra vinda do Senhor:

“Eu vi os seus caminhos, mas vou curá-lo; eu o guiarei e tornarei a dar-lhe consolo, criando louvor nos lábios dos pranteadores de Israel. Paz, paz, aos de longe e aos de perto”, diz o Senhor. “Quanto a ele, eu o curarei”. Mas os ímpios são como o mar agitado, incapaz de sossegar e cujas águas expelem lama e lodo. "Para os ímpios não há paz", diz o meu Deus. Isaías 57:18-21

                Outros oferecem uma solução vazia para aqueles que estão enfrentando grande tristeza ou dor, dizendo: “Não se preocupe, isso vai passar. Você vai superar”. Estão dizendo “paz, paz”.
                E Deus responde “não há paz alguma”. Nenhum comprimido, nenhuma quantidade de sono, nenhum espaço de tempo podem, sozinhos, tratar de um espírito ferido. Somente o perdão, o conforto e a misericórdia de Deus são capazes de curá-lo e restaurar a paz genuína.

                Jesus disse claramente: “Deixo-lhes a paz; a minha paz lhes dou. Não a dou como o mundo a dá. Não se perturbe o seu coração, nem tenha medo” (Jo 14:27). Com essas palavras, Cristo apresentou as causas fundamentais de preocupação e ansiedade que, para todos nós, são o medo e um coração perturbado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário