Barra de vídeo

Loading...

7 de nov de 2013

DOIS É MELHOR DO QUE UM

“É melhor ter companhia do que estar sozinho, porque maior é a recompensa do trabalho de duas pessoas. Se um cair, o amigo pode ajuda-lo a levantar-se. Mas pobre do homem que cai e não tem quem o ajude a levantar-se! E se dois dormirem juntos, vão manter-se aquecidos. Como, porém manter-se aquecido sozinho? Um homem sozinho pode ser vencido, mas dois conseguem defender-se. Um cordão de três dobras não se quebra com facilidade” (Eclesiastes 4:9-12)

A propósito do nosso 16° Retiro de Casais, transcrevemos o texto a seguir, aconselhando, para melhor entendimento, a leitura completa de todo o capítulo acima mencionado.
As coisas parecem bem ruins para o autor desta passagem. Ele olha para o mundo a seu redor e declara que o indivíduo mais feliz “é aquele que ainda não nasceu” (V.3)

Talvez possamos concordar com esse panorama sombrio. As notícias que vemos todas as noites na televisão não são promissoras. Guerra, fome, problemas econômicos – tudo parece muito amargo.

Deste lado do céu, porém, sobreviveremos com mais alegria se não estivermos sozinhos. Alguns versículos depois, o autor de Eclesiastes chega à seguinte conclusão: “É melhor ter companhia do que estar sozinho, porque maior é a recompensa do trabalho de duas pessoas. Se um cair, o amigo pode ajudá-lo a levantar-se. Mas pobre do homem que cai e não tem quem o ajude a levantar-se!” (V.9-10)

Deixados a sós, sem ninguém íntimo a quem amarmos, tendemos a descer rapidamente pela espiral da autocomiseração. É difícil sair sozinho de um período de mau humor. Enxergamos a vida apenas de nossa perspectiva.

Contudo, com uma pessoa amada, podemos ouvir palavras de conforto e conselhos que nos erguem. Quando sentirmos pena de nós mesmo, teremos alguém para destacar as bênçãos que estão presentes em nossa vida.


Algumas pessoas são chamadas para viver uma vida solitária. Para elas, Deus normalmente provê um amigo próximo, do mesmo sexo, para servir de confidente e incentivador, como Bernabé foi para o apóstolo Paulo. Para a maioria de nós, porém, o supremo dom divino da parceria é o casamento, e as bênçãos de Deus encontradas no relacionamento conjugal superam em muito a vida solitária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário