Barra de vídeo

Loading...

9 de fev de 2012

SER COMO CRISTO, PRATICANDO A BÍBLIA

‘‘E sede cumpridores da Palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos’’ (Tg. 1.22). O título acima é o tema anual dos batistas brasileiros para o ano de 2012, tendo como divisa Gl. 4.19b “Até que Cristo seja formado em vós” que nos convida a refletir na ênfase de na qualidade de povo de Deus sermos “Desafiados à prática da Bíblia, para ser padrão de integridade.’’ Pensando nisso transcrevemos abaixo o texto extraído do livro Atualidades, que nos ajudará no entendimento de que a única maneira de sermos semelhantes a Cristo é pela prática da Palavra de Deus. “Analisando o sentido da palavra ouvir, descobrimos que ela requer uma resposta, que deve ser traduzida por prática. Tiago declara: “Pois se alguém é ouvinte da palavra e não cumpridor, é semelhante a um homem que contempla no espelho o seu rosto natural, porque se contempla a si mesmo e vai-se, e logo se esquece como era” (Tg. 1.23-24). O que podemos aprender com a imagem do espelho? (1) Aprendemos sobre o Ideal e o Real – Muitas vezes nos olhamos no espelho e logo percebemos que não somos tão perfeitos como pensamos, tão belos como imaginamos. A imagem do espelho, usada neste texto, serve para enfatizar a diferença entre o ideal e o real. O apóstolo deseja também mostrar a diferença entre a intenção de Deus e a condição do homem. Seria como uma pessoa que mesmo diante do espelho se esquece de pentear-se como é necessário e cuidar de sua aparência a fim de apresentar-se corretamente diante da sociedade. O crente neste novo século não pode se descuidar de sua conduta. Tiago quer deixar claro que o cristão não pode se tornar apenas um ouvinte esquecido e displicente da Palavra de Deus, antes necessita ser um cumpridor da Palavra. (2) Também aprendemos sobre o Falso e o Verdadeiro – A ilustração do espelho nos ensina que a Bíblia, assim como o espelho, não esconde as nossas falhas. Depois de entrar em contato com a Palavra de Deus, não podemos mais continuar no “mundo do faz de conta”, pois a verdade sobre a nossa vida será revelada. Ainda que queiramos continuar vivendo na falsidade, em nosso íntimo saberemos tudo sobre a verdade. Esta é a razão porque muitos não querem ler e conhecer a Palavra de Deus. Li recentemente num belo quadro que continha uma fotografia de uma Bíblia aberta, uma inscrição que dizia: “Ou este livro o afastará do pecado, ou o pecado o afastará deste livro”. É por este motivo que tantas vezes, quando alguém comete um pecado, logo quer afastar-se da igreja, da Escola Bíblica Dominical e do estudo sistemático da Palavra de Deus. O saudoso pastor Rubens Lopes dizia com muita propriedade em suas mensagens: “Conviver com o pecado é como acariciar uma cascavel”. (3) Podemos aprender sobre o Natural e o Espiritual – Em um espelho uma pessoa vê seu rosto natural o que, metaforicamente, indica sua verdadeira condição espiritual. Ao mesmo tempo, isso entra em contraste com a condição “espiritual ideal”, conforme é contemplada em Cristo e em seu evangelho, através das páginas das Escrituras Sagradas. Quando alguém vê Cristo, vê o caráter eterno que deverá vir a possuir. “Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor” (II Co. 3.18). Quando ouvimos atentamente a Palavra de Deus e colocamos em prática os seus sentimentos somos aperfeiçoados em nosso viver.’’

Nenhum comentário:

Postar um comentário