23 de nov de 2012

Abrigo na tempestade


    Ao enfrentar terremotos inesperados, nunca se esqueça de que você tem um abrigo. Você pode correr para uma fonte de paz que ultrapassa a compreensão. Deus diz: ‘‘Clame a mim no dia da angustia; eu o livrarei’’ (Sl 50:15). Deus deseja que nos voltemos para ele em primeiro lugar quando os problemas surgirem. Nós, porém, tentamos primeiro resolver tudo e, então, quando a vida começa a desmoronar e nossos recursos se esgotam, acabamos voltando-nos para Deus e dizemos: ‘‘Bem, acho que não há mais nada a fazer senão orar!’’.
Essa fórmula, contudo, deve ser invertida: a oração tem de ser a primeira reação, não o último recurso. Deus diz: ‘‘Volte-se para mim em primeiro lugar, ore sobre isso, porque estou bem aqui a seu lado’’. Como é possível saber se Deus é realmente o núcleo de sua vida? Resposta: você para de se preocupar! Sempre que você se preocupa, é sinal de que Deus foi tirado do primeiro lugar e outra coisa o substituiu como centro de sua vida. Sempre que você coloca Deus em primeiro lugar em determinada área, você deixa de se preocupar com ela. Se Deus não for o primeiro em seu casamento, você se preocupará com o relacionamento. Se não for o primeiro nas finanças, você se afligirá com a conta bancária. Se Deus não for o primeiro nos negócios, você não conseguirá dormir a noite. Sempre que começamos a nos preocupar, perdemos nosso abrigo e ficamos expostos aos elementos que podem abalar nossa fé.
Enquanto seu coração bater, você terá problemas. Mas posso assegurar: Jesus Cristo caminhará lado a lado com você e jamais o desapontará. Veja o que Devi disse: ‘‘Se Deus não estivesse comigo, eu jamais teria conseguido. No minuto em que eu disse ‘estou caindo, estou escorregando’, o seu amor, Deus, me segurou rapidamente. Quando estava triste e desanimado comigo mesmo, o Senhor me acalmou e me alegrou’’. (Sl. 94:17-19)
Você pode estar no meio do maior terremoto de sua vida neste exato momento, sendo abalado até o alicerce. Você sabe que não provocou essa situação, e está pensando por que Deus permitiu que isso acontecesse. Talvez você nunca descubra a resposta enquanto estiver deste lado da realidade. Mas se amar e conhecer a Deus, se entregou seu coração a seu Filho, ele o segurará em seus braços e nunca o 
deixará sair.

(Texto extraído do livro: Um mês para viver)

Nenhum comentário:

Postar um comentário