Barra de vídeo

Loading...

17 de set de 2010

POR UM BRASIL VERDADEIRAMENTE FELIZ

Este é o tema de Missões Nacionais - 2010, com as realidades e os desafios que chegam até nós para nos chamar a atenção da real necessidade que vive a nossa nação brasileira e o anseio do nosso povo em busca da verdadeira felicidade. Estamos aproveitando esse período para transcrever as mensagens sugeridas pela JMN, que são fruto das experiências nos campos missionários. Vai aqui o texto de autoria do Pr. Joacyr Magioli; Coordenador Regional de Missões Nacionais no Estado do Rio Grande do Sul.

"Não estamos trabalhando sozinhos nesta sublime obra. Um grande empresário do Rio de Janeiro, Dr. Roberto Bibiano, para quem trabalhei durante 10 anos em sua empresa, ao encontrar-me no Centro do Rio, na Rua do Rosário, cinco anos após deixar sua empresa, perguntou-me: - O que fazes agora? Eu o respondi: - Sou pregador do Evangelho. Ele deu um sorriso respeitoso, apontou o dedo para o céu e disse: - Sublime coisa escolheste.

Talvez ele não soubesse que uma das coisas que faz dessa obra tamanha sublimidade é poder contar com a presença do Senhor Jesus permanentemente em nosso meio.
Quando lemos Mateus 28, 19-20: "Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ensinei. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos", parece-nos descortinar uma visão missionária e uma paixão tremenda pelas almas perdidas.

Entretanto é bom lembrar que a glória do que fazemos na obra missionária depende exclusivamente da presença de Cristo em nosso meio. Nenhum missionário, nenhuma igreja conseguiria chegar a lugar algum se não fosse a presença de Cristo.
Além disso, não estamos sozinhos, porque Deus coloca pessoas ao nosso lado para nos apoiar, pessoas que nunca imaginamos conhecê-las, que nunca planejamos tê-las conosco, mas Deus as traz como um sábio método divino para nos abençoar, confortar, encorajar e ajudar.

Nenhum missionário pode dizer que fez ou faz esta ou aquela obra sozinho. Na verdade, quando Deus nos envia para um campo, Ele vai à frente e prepara aqueles que vão nos receber. Por menor que seja o início de um trabalho missionário, contamos pelo menos com três tipos de presença para nos ajudar.

Deus, Senhor da obra missionária, aqueles que Deus toca em seus corações para orarem e contribuírem para obra missionária e aqueles que vão se convertendo e se tornando parceiros do dia a dia do trabalho missionário.
Louvado seja Deus pela sublimidade desta obra e pela pre
sença incontestável de Cristo em nosso meio. Por isso reafirmamos que não estamos sozinhos nesta obra , e unidos a Cristo e aos batistas brasileiros faremos tudo 'Por um Brasil Verdadeiramente Feliz'".

Revista do Pastor - JMN.

Nenhum comentário:

Postar um comentário