Barra de vídeo

Loading...

7 de jan de 2011

BUSCANDO E ENCONTRANDO


"Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á"(Mt. 7:7)
Se quisermos atravessar esta vida em triunfo, com paz e alegria nos nossos corações, prontos para enfrentar qualquer coisa que nos venha ao encontro, e se quisermos ser mais do que vencedores, a despeito de tudo, então há certas coisas que precisamos perceber. E aqui queremos mencionar apenas uma delas que a nosso ver é a primeira e a principal de uma vida cristã genuína e verdadeira: a consciência de nossa necessidade. As pessoas estão prontas para ouvir as mensagens que apresentam Jesus Cristo mas não gostam que se lhes diga que são incapazes, tão indignas que Ele teve de deixar-se crucificar, que Ele teve de dar a sua própria vida, a fim de que elas pudessem ser salvas. Essas pessoas pensam que essa idéia lhes é insultuosa. Mas a grande verdade é que todos nós precisamos ser levados a perceber a nossa necessidade. Já mencionei algumas vezes que Deus não trabalha em coração arrogante. Os dois primeiros pontos essenciais para a salvação e para a alegria no espírito, são a consciência de nossa necessidade e a consciência das riquezas da graça que estão em Cristo. Somente aqueles que admitem essa duas realidades é que verdadeiramente "pedem"; pois somente o indivíduo capaz de dizer:"miserável homem que sou" (Rm. 7:21) é que busca livramento espiritual. É o homem que está "abatido e reduzido a nada" que começa a pedir. E então começa a perceber as possibilidades que se acham em Cristo.
O que Jesus enfatiza aqui, neste seguimento bíblico, é a suprema importância da percepção da nossa necessidade espiritual. Ele salientou isso com o emprego de três verbos: "Pedir","buscar" e "bater". Quer nos parecer que o Senhor tão somente esforçava-se para enfatizar um ponto, a saber, que devemos demonstrar persistência, perseverança e importunação, a exemplo dos personagens das histórias narradas em Lucas 11 e 18 sobre o amigo importuno e a viúva persistente.
Há momentos que precisamos parar para pensar, avaliar a nós mesmos e decidir por viver uma vida de nível espiritual superior ou melhor do que aquele que vivemos. Isto costumamos fazer sempre nos primeiros dias de um novo ano. Fazemos planos para ler regularmente a bíblia, para orar mais, ir regularmente aos cultos na igreja, mas em pouco tempo esquecemos esses bons propósitos e todo aquele esquema ou programa fica prejudicado. Que pena! No espaço de duas ou três semanas, no máximo um mês, descobrimos que nos esquecemos totalmente daquelas excelentes resoluções.
Se você e eu realmente tivermos de obter as bençãos que Deus tem para nós, então devemos continuar pedindo por elas. "Buscar" tem o sentido de "continuar buscando"; e o verbo "bater" envolve a mesma idéia de uma ação contínua. Isto significa, continuar, prosseguir em busca de algo mais excelente. Paulo dizia: ..."quanto a mim, não julgo que o haja alcançado, mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão adiante, prossigo..."(Fp. 3:13). Eis aí o grande segredo. Essa persistência, esse firme desejo, esse pedir, buscar e bater, talvez seja o ponto em que a maioria de nós falhamos. Não deve ser assim!

Que Deus nos ajude!
Pr. Geovani ColareS

Nenhum comentário:

Postar um comentário